Visite nossa Loja!

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Reflexão: "Não" Para um bebe?!



Meu filho é tão pequeno, e já recebe tantos “nãos”, a vida dele já vai ser tão dura quando tiver maior, porque não fazer  esse mundinho mais gostoso e cheios de “sins”?!
Hoje parei pra pensar, se estaria educando meu filho de maneira correta, observei que passo o dia restringindo ele de pegar certos objetos, ir a certos lugares que aos olhos de mãe é perigoso. Bloqueio ele de qualquer expressão agressiva com os outros.
Então, passo o dia dizendo:
 -“Não filho, não pode”,
- “Não filho, esse não é seu”
- “Não filho, faz dodói”,
-“Não pode fazer assim com a vovó!”
Então passei a tarde refletindo, se eu não estava sendo dura demais, ás vezes não dou conta de que é apenas um bebezinho arteiro, lindo e gostoso com a inocência e pureza de um anjinho....rsrs
Mas no final do dia sentada cheguei a uma conclusão...
Estou dando limites á ele...
-“Não filho, não pode”  >  Ensinando que ele não pode ter tudo que ele quer.
- “Não filho, esse não é seu”  > Ensinando que ele não pode ter o que é dos outros
- “Não filho, faz dodói”  > Ensinar, que certas coisas fazem mal e pode machucar.
-“Não pode fazer assim com a vovó”  > Ensinar que devemos medir nosso comportamento com as pessoas e ter respeito.
Outro dia vi um brinquedo, e quase caio na tentação e compro, mas pensei: “Nossa ele já tem tantos, e todos estão inteiros, ele nem da conta de brincar!“, acabei não comprando, porque na minha cabeça eu estaria dando mais um, e de certa forma mimando.
Mas como não mimar um bebezinho? Será possível?!...rsrsr
Ai gente é tão difícil educar!
Eu como grande curiosa, adoro observar o comportamento das pessoas, as atitudes, o jeito como lidam com a vida, gosto de conhecer outras culturas e religiões, e nessa minha pouquíssima experiência de vida, tenho duas opiniões:

1-Quando se dá de tudo para uma criança sem mostrar á ela o real valor e merecimento daquilo, ela vai crescer achando que as coisas são fáceis, e pode ser que futuramente terá certas coisas na vida  que um pai, e uma mãe não vai poder dar, e tudo vai depende de ser conquistado por ela mesma, e quando essa “criança crescida” der conta de que vai ser difícil, pimba! Se não conseguir vai frustrar, ou vai tentar “outros meios”.

2- Quando se tem excesso de liberdade , vai onde quer,  faz o que quer....Talvez... futuramente, na adolescência por se achar “vivido”, ou maduro o suficiente para tomar suas próprias decisões, onde tudo ele pode, tudo que ele faz de “louco” é natural. Essa tal liberdade sem limites sem fronteiras, vai chegar no tempo que não vai ser o suficiente para suprir a sua necessidade, ele vai precisar encontrar “outros meios” de extravasar, algo proibido que apenas os “loucos” fazem, até mesmo porque ele pode tudo, a vida é dele, ele faz o que quer, ninguém sabe onde ele vai, não tem hora pra chegar. Né?
Não sou dona da razão, e nem sei de tudo nessa vida, tudo que eu coloquei aqui, pode ser apenas blefe... Sei lá..
Tenho muitos medos em relação a educação do meu filho, posso estar escrevendo isso hoje, mas não sei como vai ser o dia de amanha, será que terei sido uma mãe que educa ou uma mãe que mima?!. Será que depois, quando ele estiver um homem, todo o meu esforço vai ser em vão, porque além de uma boa educação, vai depender se ele vai ter um bom caráter certo?!.
Enfim, são tantas questões, tantas dúvidas, tantos anseios, mas tenho a consciência verdadeiramente limpa, de que estou dando o melhor de mim.

Tem um texto que caiu na net, que esta fazendo sucesso, achei interessante e legal divulgar....
 Esse texto é de autoria do Departamento de Polícia de Houston, E.U.A. 

Como transformar seu filho em um delinquente.

1. Comece, na infância, a dar ao seu filho tudo o que ele quiser. Assim, quando ele crescer, acreditará que o mundo tem a obrigação de lhe dar tudo o que ele deseja.
2. Quando ele disser nomes feios, ache graça; isso o fará considerar-se interessante.
3. Nunca lhe dê orientação religiosa. Espere até que ele chegue aos 21 anos e “decida” por si mesmo.
4. Apanhe tudo o que ele deixar jogado: livros, roupas, sapatos. Faça tudo para ele, para que aprenda a jogar sobre os outros a responsabilidade.
5. Discuta com frequência na presença dele. Assim, ele não ficará chocado quando o lar se desfizer, mais tarde.
6. Dê-lhe todo o dinheiro que ele quiser. Por que ele terá que passar pelas mesmas dificuldades que você passou?
7. Satisfaça todos os seus desejos de comida, bebida e conforto. Negar pode acarretar frustrações prejudiciais.
8. Tome o partido dele contra vizinho e policiais (todos têm má vontade para com seu filho)
9. Quando se meter em alguma briga séria, dê esta desculpa: “Nunca consegui dominá-lo”.
10. Prepare-se, então, para uma vida de desgosto. É o seu merecido destino como pai ou mãe que não soube educar seu filho(a) com princípios e comportamentos saudáveis.






2 comentários:

  1. amiga é difícil ser educar filhos e
    cada não que eles ouvem repare que mais
    fácil ficar de eles dizerem não
    pois geralmente é a primeira palavra
    que eles ouvem, esse texto eu já tinha lido verdade
    mesmo
    linda noite bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COMO É DIFICIL NOSSA...RSRSR BEIJO LINDA!

      Excluir